A maior barreira para o sucesso é o medo do fracasso

chapéuzinho vermelho


Era uma vez, numa pequena cidade que ficava perto de uma floresta, morava uma linda menina que tinha olhos negros como uma jaboticabae louros cabelos cacheados, muito graciosa. Um dia, sua mãe costurou para ela uma curta capa com capuz com um pedaço de retalho vermelho que tinha; ficou linda a capa com o capuz, que combinava muito bem com os cabelos louros da menina. A menina gostou tanto da capa ,que não quiz mais tira-la do corpo, e com o tempo, os moradores da vila passaram a chamá-la de “Chapeuzinho Vermelho”. Chapeuzinho Vermelho não tinha muitos parentes só a avó que morava distante numa pequena cazinha no interior de uma mata e estava tão velinha que não saia de casa e sua mãe. De vez em quando chapéuzinho ia visitar a avó com sua mãe, que sempre levava algum mantimentos para a avó.


Um dia,sua a mãe preparou algumas broas que sua avó gostava muito,mas quando acabou de assar as broas,ela estava tão cansada que não tinha disposição para ir pela floresta levar as broas para a velinha.
Então, chamou a filha:
e pediu que ela fosse levar para a vovó,pois a velinha se encontrava adoentada e não podia levantar para cozinhar

— Vou agora mesmo, mamãe.respondeu chapéuzinho então a mãe lhe disse: Tome cuidado, não pare converse com ninguém e vá direto, sem desviar do caminho . pois a floresta tem muitos bichos e é muito perigosa! vou tomar cuidado, mamãe, não fique preocupada,respondeu chapéuzinho. A mãe arrumou tudo em um cesto e botou também outras goluseimas . A vovó gostava de comer as broinhas com manteiga e geléia. Chapeuzinho Vermelho pegou o cesto e foi para a casa da avó. A mata era muito escura e cerrada,mais muito bonita. por entre as árvores se ouvia o cantar dos passarinhos e, ao longe, o som dos machados dos lenhadores. A menina caminhava por uma estrada quando, de repente, apareceu-lhe na frente um lôbo muito grande, e olhos brilhantes. e vendo aquela linda menina, o lobo logo pensou o quanto ela devia ser saborosa. Queria mesmo devorá-la . Mas não sei porque ele não teve coragem, acho que com medo dos cortadores de lenha que poderiam ouvir os gritos da menina. decidiu usar de astúcia. e se aproximando de chapéuzinho disse:Bom dia, linda menina com voz doce. — Bom dia, respondeu Chapeuzinho Vermelho. — Qual é seu nome? meu nome é Chapeuzinho Vermelho

que lindo nome respondeu o lôbo, bem certinho para você. Mas me diz, o que você está fazendo aqui na floresta sózinha? a seu lôbo vou visitar minha avó, que está doente. e aonde mora sua avózinha ? — numa pequena cazinha lá dentro da mata.


— e como é essa cazinha linda menina?
— a é uma casinha que tem pequenas janelas verdes, ali logo depois engenho de açúcar.
O lobo logo teve uma idéia e disse:
— eu gostaria de conhecer sua avó . Vamos fazer uma aposta, para ver quem chega primeiro. eu vou por este caminho e você por este outro. a menina aceitou a proposta.

— então vou contar até três e ai vamos começar e começou a contar, um,dois ,três e já! — gritou o lobo. como o lôbo conhecia a floresta muito bem, escolheu o caminho mais curto, e não demorou muito para chegar na casa da avó de chapéuzinho. Bateu à porta bem devagar, com suas patas enormes. — Quem é? — perguntou a avó. O lobo fez uma voz bem doce, e respondeu : — Sou eu, sua netinha, vovó. Trago uns quitutes que mamãe fez para senhora. A boa velhinha, que estava deitada, respondeu: — Puxe a tranca,que a porta vai abrir. O lobo não perdeu tempo,entrou, chegou bem no meio do quarto com um só pulo e devorou a pobre vovozinha, não deu tempo nem dela gritar.


fechou a porta. Enfiou-se embaixo das cobertas e ficou esperando chapeuzinho vermelho. que demorou pois tinha ido pelo caminho mais longo,a essa altura, a menina já tinha até esquecido que fez com o lôbo sobre quem chegaria primeiro. Ia andando devagar pelo atalho admirando a beleza da floresta, parando de vez enguando para colher algumas flores, ou então ficava observando o vôo de uma borboleta, ou um ágil esquilo correndo.
Finalmente, chegou à casa da vovó e bateu na porta.
— Quem é? — perguntou o lobo,só que esqueceu de mudar a voz.
chapéuzinho vermelho estranhou e se espantou com a voz rouca, mas pensou que fosse porque a avó estava gripada.
e respondeu é chapéuzinho vermelho, sua netinha vovò. Estou trazendo para senhora uma cesta de broas com um pote de geléia e manteiga bem fresquinha!


Mas aí o ardiloso lobo se lembrou de afinar a voz para responder:empurra e a porta se abrirá. chapéuzinho empurrou e a porta se abriu.o lobo estava deitado no lugar da vóvozi nha, embaixo das cobertas, e ele havia botado a touca que a vovó usava para dormir. Coloque a cestinha no armário, minha netinha, e chaga aqui perto da minha cama. deite pertinho da vovó estou com muito frio , e você vai me ajudar a me aquecer . chapéuzinho vermelho obedeceu e deitou-se do lado da vózinha.só que ela achou sua avó diferente . ela estava muito peluda! E logo falando: — oh, vóvozinha,porque seus braços estão tão longos? — são para abraçá-la melhor,minha netinha! — e seus olhos porque também estão grandes? ! — são para te enxergar melhor minha netinha! — e sua orelhas porque estão tão compridas? — são para te ouvir melhor,minha netinha! — e sua boca porque está tão grande? — é para te engolir você melhor!!! e logo que acabou de dizer isso, o lobo mau engoliu chapéuzinho numa bocada só. — e batendo na pança falou,agora estou satisfeito ,estou até com vontade de tirar uma boa soneca, antes de voltar para floresta.


Voltou a se deitar se enfiando embaixo das cobertas,fechou os olhos e logo dormiu um sono profundo tão profundo que ele começou a roncar muito alto,mas tão alto que um dos lenhadores ouviu, e estranhou pois ele sabia que ali morava a velinha e nunca tinha ouvido ela roncar assim e estranhou aquilo, e pensou ,será que a bondosa velinha está passando mal, acho melhor eu dar uma espiada e assim fez, abriu a porta que estava encostada e chegou perto da cama e para sua surpresa ,quem ele viu? o lobo malvado que dormia seu sono profundo, o caçador ficou feliz pois a muito procurava por esse lobo, que devorava os animaiszinhos na floresta,ele estava pronto para atirar para matar o lobo quando ele estranhou a barriga do lobo que estava enorme e que parecia estar mexendo —e pensou: “Aposto que este malvado comeu a vovó, Se foi isso, talvez eu ainda possa ajudar!”. ai ele pegou uma tesoura e, bem devagar, começou a cortar a barriga do lobo ainda adormecido. logo na primeira tesourada, apareceu a cabeça de chapéuzinho vermelho . que foi logo dizendo:obrigada, senhor caçador, agradeço por ter me tirado da barriga do lobo mas por favor salva minha avozinha que ainda está lá dentro. o caçador então bem de leve deu outro corte com a tesoura , e da barriga do lobo saiu também a vovó meio sufocada, mas viva. e agora, disse o caçador ,vamos castigar esse malvado lobo ,vá na beira do rio chapéuzinho e me traga muitas pedras, e assim fez chapéuzinho troxe as pedras e entregou para o caçador, que arrumou todas dentro da barriga do lobo, e costurou bem devagar,em seguida eles sairam da casa e se esconderam atrás de uma árvores e esperaram o lobo acordar. quando o lobo acordou, estranhou que sua barriga estivesse tão pesada, e pensou .



-será que a vovozinha é tão indisgesta que me fez mal, pulou da cama e resolveu beber um pouco de água para ver se melhorava, mais ai quando ele se abaixou para beber água na beira do rio, as pedras pessaram tanto que ele tibum caiu lá dentro e ficou preso no fundo e cabou se afogando. a boa velinha agradeceu ao caçador, e chapéuzinho prometeu a sua avó, nunca mais deixar de obedecer sua mãe.a a vovó sentou-se e foi saborear as as deliciosas broas que chapéuzinho havia levado.

RAPUNZEL


Era uma vez, um casal que sonhava em ter um filho, os anos iam passando e nada deles conseguirem realizar o sonho, quando num belo dia a mulher sentiu que suas preces foram ouvidas, ela estava esperando o filho tão sonhado.

estava ela debruçada na janela olhando o quintal vizinho, que era cheio de flores e muitas hortaliças, deu uma vontade enorme de comer um rabanete lindo que parecia apetitoso, só que em volta tinha um muro muito, mais muito alto, tão alto que ninguém se atrevia a escalar, mesmo porque ali morava uma bruxa muito má e poderosa.


Os dias iam se passando e a mulher de tanta vontade de comer aquele rabanete, foi ficando triste e amuada, até que seu marido percebeu a tristeza da esposa e perguntou,
O que está acontecendo querida?
ela respondeu- se eu não comer aquele rabanete, vou morrer logo,logo.

O pobre marido que amava muito a esposa, pensou , não posso deixar ela morrer, vou dar um jeito de conseguir esse rabanete, custe o que custar.


esperou escurecer e encostou uma escada no muro, e pulou para o quintal vizinho, e com muita rapidez pegou um punhado de rabanetes e levou para a esposa, que logo foi tratando de fazer uma deliciosa salada, que ela comeu com tanto gosto, que no dia seguinte sua vontade havia aumentado, e pediu ao marido que conseguisse mais rabanetes para ela. e assim ao anoitecer ele denovo pulou o muro para pegar mais rabanetes, só que a bruxa viu. e perguntou a ele.

como você se atreve a entrar no meu quintal e pegar meus rabanetes,enquanto falava saia fogo pelas narinas, e disse você vai ver só o que vou fazer com você.
o pobre homem morrendo de medo, disse: o senhora tenha pena de mim, minha esposa está esperando um bebe e deu uma vontande enorme de comer seus rabanetes.

ai a bruxa disse:
se é assim eu deixo você levar quantos rabanetes quiser com uma condição.você terá que me dar a criança que sua mulher está esperando, eu criarei ela como se minha filha fosse, serei para ela uma perfeita mãe.


o homem estava com tanto medo , que concordou, passou o tempo e a criança nasceu, era uma menina, e assim que soube a bruxa veio e pegou a criança e deu-lhe o nome de Rapunzel.

Rapunzel cresceu e se tornou uma linda menina, quando completou 12 anos a bruxa pegou Rapunzel e levou para o meio da floresta e chegando lá predeu-a no alto de uma torre.


A torre não tinha escada e nem porta, só uma pequena janela com uma sacada, quando a bruxa queria subir gritava:


Rapunzel, Rapunzel joga suas tranças de mel, isso porque Rapunzel tinha os cabelos muito compridos e loirinhos ,tão loiros que pareciam fios dourados.

Assim que Rapunzel ouvia a bruxa ela jogava suas tranças, e a bruxa subia.
Alguns anos depois ,um belo prícipe estava cavalgando pela floresta, quando derepente ouviu uma linda música que a jovem cantava, pois ela tinha uma linda voz, ficou tão maravilhado, que queria conhecer a dona de uma voz tão bela, e rodeando a torre procurou por uma porta e não encontrando voltou para casa desolado.

Mas aquela musica e aquela voz não saia de seu pensamento, ai ele passou a ir a floresta todos os dias na esperança de conhecer a dona de tão linda voz.
foi quando ele estava deitado ao pé de uma árvore descansando, que ele viu a bruxa pedindo pra Rapunzel jogar suas tranças. e pensou, então é por ali que ela sobe, e decidiu, vou tentar.

No dia seguinte quando escureceu ,chegando a floresta, gritou para Rapunzel
Rapunzel, Rapunzel, jogue suas tranças de mel.
As tranças cairam e ele tratou logo de subir.Quando Rapunzel viu se assustou , pois nunca tinha visto ninguem a não ser a bruxa malvada.


Mais o principe a tratou com tanto carinho, e com a voz doce disse:

Eu escutei sua música e quiz muito lhe conhecer, pois fiquei maravilhado.e eu não teria sossego se não lhe conhecesse.

Rapunzel se acalmou, e foi ai que o principe lhe perguntou: queres casar comigo? nesse instante Rapuzel reparou o quanto o principe era belo e jovem e pensou...vou me casar com ele, só assim fico livre da bruxa má.e colocando sua mão em cima da dele, disse:
aceito ser sua esposa, mais não sei como descer daqui, então vamos combinar, todas as vezes que vc vier me ver, traga uma meia de seda, com ela vou fazer uma escada e quando estiver pronta você me leva.mas venha sempre a noite ,pois a bruxa só vem de dia.
Otempo foi passando e a feiticeira de nada desconfiava, até que um dia a Rapunzel na sua distração perguntoua ela:


Porque lhe custa tanto subir, se o filho do rei sobe num instante.?
a bruxa ficou vermelha de tanta raiva e disse:
a menina ruim eu pensei que tinha te isolado de todo mundo e você está me enganando.
Na sua fúria pegou Rapunzel e bateu-lhe e pegou uma tesoura e cortou as tranças de Rapunzel.
não contente pegou Rapunzel e levou para o deserto e abandonou ela ali para que sofresse todo tipo de privação.

A bruxa voltou para a torre e ficou esperando a noite, quando o principe gritou ela pegou as tranças de Rapunzel e jogou para ele subir.

Quando o rapaz subiu levou um susto pois não encontrou a sua amada e sim a bruxa malvada. e a bruxa disse a ele, veio buscar sua amada, mais ela não está mais aqui, você nunca mais verá sua amada, os lobos já devem te-la comido.
O principe ficou tão desnorteado que se jogou pela janela, ele não morreu, mais caiu em cima de uma roseira e os espinhos feriram seus olhos que le ficou cego.

ai ele ficou peranbulando pela floresta, chorando por ter perdido sua amada Rapunzel.Um belo dia ele foi parar no deserto, e derrepente ele escutou aquela mesma música e aquela doce voz, elogo reconheceu como sendo de Rapunzel, e foi se encaminhando na direção da música e assim que chegou bem perto se atirou nos braços de Rapunzel, que começou a chorar, ai duas lágrimas cairam nos olhos do príncipe e no mesmo instante ele começou a enxergar tão bem quanto antes.

Então ele pegou Rapunzel levou para seu reino , se casaram e foram felizes para sempre .